Entidades:
Redes Sociais:
destaques
Aposentados
29/08/08 | Fonte: Agora

Auxílio conta como tempo para aposentadoria

JUSTIÇA AFIRMA QUE SEGURADO QUE RECEBEU O AUXÍLIO-DOENÇA PODERÁ CONTAR O PERÍODO COMO CARÊNCIA PARA TER A APOSENTADORIA POR IDADE.

O segurado que recebeu auxílio-doença poderá contar o período afastado como tempo do contribuição ao INSS para obter a aposentaria por idade. Decisões do TRF 4 (Tribunal Regional Federal 4ª Região, que atende aos Estados do Sul) e do TRF 2 (Tribunal Regional Federal 2ª Região, que atende Rio de Janeiro e Espírito Santo) concedem esse direito ao trabalhador.

A TNU (Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais), última instância dos juizados, também já entende que o tempo de recebimento do auxílio-doença vale como carência para a concessão da aposentadoria por idade.

Podem ser beneficiados na Justiça os segurados que não têm a quantidade de contribuições ao INSS suficiente, mas que receberam o auxílio-doença por um período na época em que trabalhavam. Quem teve o pedido de aposentadoria por idade negado pelo INSS sem que fosse contabilizado o período do auxílio-doença como tempo de contribuição também poderá pedir a inclusão na Justiça.

Em 2009, por exemplo, o prazo de carência será de 168 contribuições (14 anos) para filiado ao INSS até julho de 1991. Se o segurado ficou afastado por seis meses recebendo o auxílio-doença, poderá pedir o benefício com 164 contribuições (13,5 anos).

No INSS

Segundo regimento interno do INSS, o tempo em que o segurado recebeu o auxílio-doença não será contado como carência na hora de pedir a aposentadoria.

Hoje, para ter direito ao benefício, o segurado tem que ter a idade exigida e também ter pago a contribuição ao INSS durante o período de carência, ou seja, de recebimento do auxílio-doença.

Segundo o advogado Daisson Portanova, do escritório Balera, Gueller, Portanova e Advogados Associados, na ausência de uma lei específica que proíba a contagem do afastamento por auxílio-doença como carência, a tendência dos juízes é sempre decidir pela decisão que irá beneficiar o segurado. O regimento do INSS não é uma lei, mas apenas uma norma a ser seguida nos postos.

Para a Justiça, portanto, o auxílio-doença poderá contar como carência para a aposentadoria por idade. No entanto, a interpretação vai depender de cada juiz, não sendo garantia de causa ganha.

Aonde ir

Para pedir a concessão do benefício, nessas condições, é preciso que o segurado vá primeiro a um posto do INSS para pedir a inclusão do período em que esteve afastado recebendo auxílio-doença para efeitos de carência para a aposentadoria por idade.

Normalmente, o pedido é negado, já que pelas regras do INSS, o auxílio não é contado como carência. O segurado deverá guardar a cópia do do pedido negado no posto.

Após a negativa do instituto, ele poderá procurar a Justiça (veja no quadro ao lado aonde ir) com os seguintes documentos: NIT (Número de Identificação), cópia do pedido administrativo, RG, CPF, carteira de trabalho e exames e comprovantes de perícia médica no INSS. O instituto não comenta ações judiciais.

(Juliana Colombo e Carolina Rangel)

4
Seu comentário:
Nome:
Email:
  • Comentário de
    ariovaldo aparecido rodrigues
    Postado em 01/10/09
    ´´ola´´ trabalho na industria metalurgica a 28 anos, fiquei 1,5 anos afastado como auxilio doença não foi aberto o (cat) gostaria de saber se quando eu completar os 35 anos trabalhados eu poderei contar com os 1,5 anos afastado para efeito de aposentadoria.
  • Comentário de
    valquiria
    Postado em 26/06/12
    eu fiquei afastada por 2anos,terei que trabalhar mais 8 anos para completar os 35 anos.terei que trabalhar estes 2 anos perdidos.por que aí faltariam 10 anos ñ 8.começei a trabalhar em registro na carteira desde 1991,fiquei 2 anos afastada quando eu terei direito de pedir a aposentadoria?
  • Comentário de
    tereza hiromi yamaguti
    Postado em 29/08/12
    Gostaria da seguinte informação: Estou na empresa há 14 anos e 6 meses. Em abril de 2009 sofri acidente e fiquei afastado pelo INSS durante 9 meses, gostaria de saber se posso contar este tempo de afastamento para a aposentadoria ??? Total de contruibuição de outras empresas que eu trabalhei são totalizado ate hoje 327 contribuições contando os 9 meses que eu fiquei afastada. Espero a resposta p o meu e-mail Obrigada Tereza
  • Comentário de
    sidnei paes de lima
    Postado em 03/07/12
    RECEBO AUXILIO DOENÇA E ESTOU MIM APOSENTANDO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO POR DECISÃO DA JUSTIÇA,GOSTARIA DE SABER SE SOU OBRIGADO HÁ DEVOLVER AO INSS OS VALORES QUE RECEBI EM AUXILIO DOENÇA?
29/07/14

Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba vai intensificar fiscalização nas CIPAS

MetalTV

DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31
Receba notícias da CNTM:
Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos
SAS, Quadra 06, Bloco K, Edifício Belvedere, Grupo 502 CEP 70.070-915, Brasília/DF 55 61 3223.5600 cntm@cntm.org.br