Entidades:
Redes Sociais:
destaques
Metalúrgicos da Grande Curitiba/PR
22/07/15 | Fonte: Imprensa Metalúrgicos da Grande Curitiba

Apesar da crise, metalúrgicos de várias empresas da Grande Curitiba têm ganho real de 3% e 2,5%

Estratégia do Sindicato de antecipar negociações e fechar acordos de 2 e 3 anos garantiu que trabalhadores conquistassem PLR, abono, vale mercado e redução da jornada

A estratégia do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, iniciada em 2011, de antecipar as negociações da data base e PLR e de fechar acordos por empresa com duração de 2 e 3 anos está garantindo que a crise não bata na porta dos trabalhadores de várias empresas quando se fala de negociação salarial.  Devido a essa estratégia e a mobilização do trabalhador, metalúrgicos de várias empresas já garantiram aumentos reais nos salários para esse ano, além de reajuste em vários outros benefícios como abono salarial, vale mercado e a na PLR.

“A nossa estratégia de antecipar as negociações deu certo e está fazendo com que os trabalhadores de muitas empresas não tenham que se preocupar com a dureza das negociações salariais nesse ano de crise política e econômica. Ter fechado acordos com aumento real de 3% e 2,5% no atual momento pelo qual passa o país é uma grande conquista, pois conseguimos manter o padrão das negociações anteriores quando a economia estava a toda. Parabéns  a diretoria do Sindicato  pela estratégia e a luta do trabalhador mobilizado”, diz o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka.

Acordos fechados até 2016

Além de já ter garantido aumento real para esse ano, trabalhadores de algumas empresas já estão com aumento real garantido inclusive para os acordos de 2016, conforme pode ser conferido abaixo.

Confira aqui alguns dos acordos de PLR e data base
já fechados pelos metalúrgicos da Grande Curitiba para 2015:

RENAULT  

(2015)

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: R$ 27.200

1º parcela: R$ 17.200

Vale mercado: reajuste de 2,5% + INPC

(2016)

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: reajuste de 2,5% de aumento real

Vale mercado: reajuste  de 2,5% de aumento real

*O acordo foi fechado em 2014 e engloba os anos de 2014, 2015 e 2016

FAURECIA

(2015)

Aumento real: 2,5%

PLR: R$ 14.223

1º parcela: R$ 7.780

Vale mercado: 2,5% + INPC

(2016)

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: reajuste de 2,5% de aumento real

Vale mercado: reajuste  de 2,5% de aumento real

*O acordo foi fechado em 2014 e engloba os anos de 2014, 2015 e 2016

SMP

(2015)

Reajuste salarial: 2,5%

PLR: R$ 14.145 + 2,5% de aumento real +INPC

1º parcela: R$ 7.520

Vale mercado: 2,5% + INPC

(2016)

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: reajuste de 2,5% de aumento real

Vale mercado: reajuste  de 2,5% de aumento real

*O acordo foi fechado em 2014 e engloba os anos de 2014, 2015 e 2016

JTEKT

(2015)

Reajuste salarial: 2,5%  de aumento real

PLR: R$ 10.183

1º parcela: R$ 7.726

Abono salarial: R$ 4.700 + 2,5% de aumento real

Vale mercado: reajuste de 2,5% de aumento real

(2016)

Reajuste salarial: 2,5%  de aumento real

PLR: R$ 10.183 + 2,5% de aumento real

Abono salarial: reajuste 2,5% de aumento real

Vale mercado: reajuste de 2,5% de aumento real

*O acordo foi fechado em 2014 e engloba os anos de 2014, 2015 e 2016

AKER SOLUTIONS

Aumento real: 2,5%

PLR: R$ 18.032,00 +2,5% + INPC

1º parcela: R$ 12.228

Vale mercado: 2,5% + INPC

*Acordo fechado em 2014

JHONSON CONTROLS

Aumento real: 2,5%

PLR: R$ 14.500

1º parcela: R$ 8.100

*Acordo fechado em 2014

CABS

Reajuste salarial: 3 % de aumento real

PLR: R$ 13.800 +2,5%  de aumento real

Vale mercado: reajuste de 2,5% de aumento real

*acordo fechado em 2014

TK PRESTA

Aumento real: 2,5%

PLR: R$ 14.144

1º parcela: R$ 7.725

Vale mercado: 2,5% + INPC

*Acordo fechado  em março de 2015

CNH

Aumento real:  2,5%

PLR: R$ 14.000

1º parcela: R$ 9.810

Vale mercado: Passa a valer R$ 380,00 a partir de janeiro de 2015 e R$ 400,00 a partir de junho de 2015

*Acordo fechado em 2014

BRAFER

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: R$ 15.700

1º parcela: R$ 9.500

*Acordo fechado em 2014

HAAS DO BRASIL

PLR: R$ 12.263 +2,5% + INPC

1º parcela: R$ 5.109,00

PK CABLES

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: R$ 10.000 +2,5% de aumento real

1º parcela: R$ 7.000

Abono salarial: R$ 3.000 + 2,5% de aumento real

Vale mercado: reajuste de 2,5%

*Acordo fechado em 2014

MAFLOW

Reajuste salarial:  3% de aumento real

PLR: R$ 8.000

1º parcela: R$ 4.000

Abono salarial: R$ 3.000 + 3% de aumento real

Vale mercado: reajuste de 3% de aumento real

*Acordo fechado em 2014

BOSCH

Reajuste salarial:  2,5% de aumento real

PLR: R$ 8.000 + 2,5% aumento real

1º parcela: R$ 5.600

Abono salarial: R$ 4.100

*Acordo fechado em 2014

KYB

Reajuste salarial:  2,5% de aumento real

PLR: R$ 13.500

1º parcela: R$ 8.000

Vale mercado:  reajuste de 2,5% de aumento real

Redução de jornada de trabalho: de 44 horas para 42 horas semanais

*Acordo fechado em 2015

AAM DO BRASIL

Reajuste salarial: 10%

PLR: R$ 14.664

1º parcela: R$ 5.470

Redução de jornada de trabalho: de 44 horas para 42 horas semanais

*Acordo fechado em 2015

TROX

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real e

PLR:  R$ 10.000

1º parcela: R$5.000

*Acordo fechado em 2015

TUBOPRESS

Reajuste salarial: 2,5% de aumento real

PLR: R$ 4.000

*Acordo fechado em 2015

0
Seu comentário:
Nome:
Email:
28/11/16

Trabalhadores do Paraná participam de protesto nacional em defesa dos direitos e empregos

DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Receba notícias da CNTM:
Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos
SAS, Quadra 06, Bloco K, Edifício Belvedere, Grupo 502 CEP 70.070-915, Brasília/DF 55 61 3223.5600 cntm@cntm.org.br